Educação

A Educação na Era da Globalização


“A educação deve livrar o aluno da tirania do presente” Cícero



Vivemos na Era da Globalização, naquela que se autodenomina, entre outras coisas, Sociedade  do Conhecimento ou Sociedade Reflexiva.

A ciência e a tecnologia atingiram uma evolução sem paralelo e quase todas as atividades se apoiam, dependem ou são determinadas pela utilização das TIC (Tecnologias da Informação e Comunicação).

Nesta era das sociedades em rede, em que as distâncias e as dificuldades de informação e de comunicação se dissolvem à distância de um click, as TIC tornaram possível comunicar, estudar, investigar ou trabalhar à distância, em tempo real, e, simultaneamente, a mobilidade dos povos provocou a maior miscigenação e hibridação de todos os tempos. 

Estamos a assistir ao nascimento de uma nova cultura, uma Cultura Global, extraordinariamente rica, porque consubstancia uma enorme profusão de características e saberes provenientes dos diversos povos que, por isso mesmo, origina igual superabundância de dilemas nas sociedades.

A Revolução Pós-Industrial provocou a emergência de novos paradigmas, particularmente ao nível do trabalho, pois que, cada vez mais, as máquinas substituem o homem, exigindo que este detenha um mais elevado grau  de habilitações e  competências e a capacidade de as adequar e transferir para as mais diversas atividades profissionais e sociais.

Hoje, mais do que nunca, a Educação e a Formação são peças fundamentais para a evolução, crescimento económico e desenvolvimento dos países e uma exigência para a integração profissional e social de todas as pessoas.
 Mas, afinal,  o que é a Educação?

Qual o papel da Educação nas nossas vidas e nas sociedades?
Quem são e que competências têm os Educadores, professores ou formadores?
Que pedagogias utilizam? De que forma transferem os saberes?
Quais são as causas dos elevados números de abandono, insucesso e violência escolar, especialmente em Portugal?  Que atitudes e alterações devem ser feitas para alterar essa situação?
O que motiva o, cada vez maior, consumo de álcool ou substâncias psicotrópicas, pelos adolescentes  e jovens? Que efeitos causarão no futuro esses consumos? Que atitudes devemos tomar?
Será que a Escola acompanhou as alterações e a evolução da Sociedade? Ou, pelo contrário, continua a reproduzir modelos e sistemas obsoletos, desenquadrados do paradigma da Era da Globalização?

Estas e outras questões, relativas à educação, serão  objeto de análise neste blog.
Acredito que estas são, para pais, professores e para a sociedade em geral, questões que se revestem de particular importância.
Não existem respostas ou soluções fáceis. Não existem sistemas ou modelos perfeitos.
No entanto, a reflexão, a troca de ideias, a partilha de problemas, experiências, visões ou projetos,...., podem contribuir quer para uma melhorar clarificação dos problemas, quer para o delinear de novas estratégias, o repensar de novas soluções.
Normalmente, estes temas são tratados, apenas, a nível académico ou político, mantendo-se o público em geral e, particularmente os mais interessados, os pais, professores e alunos, como meros espetadores ou membros ativos, mas sem qualquer tipo de possibilidade de intervenção nas políticas educativas que determinam e condicionam o seu futuro, dos seus filhos ou alunos.
Convido-os a participarem ativamente neste blog.  A exporem as vossas ideias ou problemas.  A contribuírem para uma melhor clarificação do que é e do que se pretende que seja a educação em Portugal, nos países lusófonos e no mundo.  

Comentários

Mensagens populares deste blogue

CADERNO DE DUAS LINHAS

O SOBREIRO

LÍDERES E LIDERADOS